quarta-feira, 5 de maio de 2010

Tempo de Viver - por Erick Chiaramonte





Carpe Diem é uma frase em latim de um poema de Horácio, e é popularmente traduzida para colha o dia ou aproveite o momento. É também utilizado como uma expressão para solicitar que se evite gastar o tempo com coisas inúteis ou como uma justificativa para o prazer imediato, sem medo do futuro.

Eis o poema:

"Tu não procures – não é lícito saber – qual sorte a mim qual a ti os deuses tenham dado, Leuconoe, e as cabalas babiloneses não investigues. Quão melhor é viver aquilo que será, sejam muitos os invernos que Júpiter te atribuiu, ou seja, o último este, que contra a rocha extenua o Tirreno: sê sábia, filtra o vinho e encurta a esperança, pois a vida é breve. Enquanto falamos, terá fugido ávido o tempo: Colhe o instante, sem confiar no amanhã."

Na literatura, esta ideia foi popular na poesia inglesa nos séculos XVI e XVII, por exemplo, no livro de Robert Herrick, “To the Virgins”, na poesia “to Make Much of Time”, que lê:

  “Gather ye rosebuds while ye may” 
(Colha seus botões de rosa enquanto podes)

Lembro-me de outra expressão latina “Tempus fugit” que significa “O tempo foge”. A expressão foi usada pela primeira vez pelo poeta romano Virgílio: “Sed fugit interea fugit irreparabile tempus” (Mas ele foge: irreversivelmente o tempo foge).

Olhando atentamente para a nossa sociedade, deparamo-nos com um ritmo frenético. Todos os dias, homens e mulheres, vivem o seu quotidiano a correr. Por isso, cabe a todos nós uma profunda reflexão.

Um sábio me disse uma vez: Por mais que algumas pessoas tentem se mostrar superiores às outras, há alguns aspectos da vida humana que fazem todos serem iguais. Todos vêm ao mundo despidos, todos têm a certeza da morte e todos têm 24 horas a cada dia para serem melhores. Tempo... Sim, o tempo é uma riqueza que iguala as pessoas... Quando o dia amanhece, seja você um alto executivo ou um humilde operário, todos nós temos o mesmo tempo que passa e não volta mais. São 1440 minutos por dia para você escolher quem você vai ser, para você decidir se vai dirigir sua vida ou se vai aceitar que o manipulem mais uma vez!

Colha o dia como se fosse um fruto maduro que amanhã estará podre. A vida não pode ser economizada para amanhã. Acontece sempre no presente.
Escrito por:  Erick Chiaramonte

Erick Chiaramonte é professor de filosofia e teologia, possui um blog inteligentissimo que sempre visito porque é um espaço que realmente vale a pena, por sua inteligência e diversidade dos assuntos.

Visitem:  http://wwwauroras.blogspot.com/




2 comentários:

  1. Olá Sandrinha,

    Faz tempo que não nos comunicamos. Mas jamais esqueci da beleza das tuas palavras. Hoje, estou aqui para dizer que escrevi um artigo numa revista chamada Setor Humano e foi publicado. Eis o link
    http://www.revistasetorh.com/

    O artigo está na página 29.

    Parabéns pelo blog, pois está lindo!

    Erick Chiaramonte
    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Oi Erick!

    Que surpresa boa receber uma postagem sua aqui, fiquei feliz tb por ter compartilhado seu trabalho! Espero que esteja trilhando o caminho que buscava!

    Sucesso! Torço por vc!!!

    Bjs,

    Sandrinha

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...